Endosso de Selma Arruda à Lava Toga mira apoio de ala do STF

 

Inimigo do meu inimigo Para a cúpula do PSL, a conduta da senadora Selma Arruda (PSL-MT), a “Moro de saias”, é estratégica. Ela endossa a CPI da Lava Toga numa tentativa de se aproximar de ala do Supremo que criticou o principal foco da polêmica investigação parlamentar: o inquérito aberto a pedido de Dias Toffoli para investigar fake news.

Teleguiado Selma é alvo de processo rumoroso no TSE e tenta reverter na corte superior eleitoral veredito da primeira instância que a condenou à perda do mandato. Mira, portanto, ministros da corte que são contrários ao inquérito, como Luís Roberto Barroso.

Cair atirando Aliados de Bolsonaro dizem que ele se ressente dos que ajudou a eleger “e hoje só atrapalham”. A situação de Major Olímpio (PSL-SP) já era ruim, mas agora beira o insustentável. O ataque dele a Flávio Bolsonaro, em O Estado de S. Paulo, foi interpretado como sinal de que Olímpio quer cavar uma saída da sigla, tentando levar outros consigo.

Leia mais notas do Painel aqui.