PSB decide deixar Foro de SP e faz nota de repúdio a Maduro

A direção do PSB aprovou na manhã desta sexta (30) nota de repúdio ao governo de Nicolás Maduro, na Venezuela, e decidiu sair do Foro de São Paulo.

As ações foram submetidas ao diretório nacional e chanceladas por 85% dos membros.

A sigla aponta registros de “graves violações aos direitos humanos, civis, políticos e econômicos” naquele país como motivação para o ato de repúdio.

O PSB também salienta que, embora não participe há anos das atividades do Foro de São Paulo, agora quer deixar oficialmente de integrar a lista de partidos que apoiam o grupo.

As determinações estão sendo tratadas como uma “guinada na esquerda”.

O PSB, na nota, repudia intervenção internacional na Venezuela e prega que a Noruega atue como mediadora da crise.

Leia mais notas do Painel aqui.