‘A liberdade tem limites que a Justiça impõe’, diz mulher de Moro após juiz proibir viagem de Lula

Horas depois de a Justiça Federal no Distrito Federal proibir o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva de sair do país e ordenar a apreensão de seu passaporte, nesta quinta (25), Rosangela Moro, mulher de Sergio Moro, usou as redes sociais para exaltar os limites impostos pelo Judiciário.

Em seu perfil no Instagram, ela postou uma imagem da balança, símbolo da Justiça, com a seguinte legenda: “A liberdade tem limites que a Justiça impõe”. A frase é atribuída ao escritor francês Jules Renard (1864-1910).

O juiz substituto Ricardo Augusto Soares Leite, da 10ª Vara Federal em Brasília, aventou a possibilidade de fuga do ex-presidente ao determinar a apreensão de seu passaporte.

Na decisão, o magistrado mencionou declarações do próprio Lula e de seus aliados para afirmar que há chance de ele escapar da execução da pena imposta pelo TRF-4 na quarta (24).

Os três juízes do tribunal regional federal votaram por aumentar a punição do petista para 12 anos e um mês de prisão. Em julho de 2017, o juiz Sergio Moro havia determinado nove anos e seis meses de prisão.

Leia a íntegra do Painel aqui.