Ao mudar regras de condução coercitiva, Gilmar Mendes pressiona STF a debater tema em plenário

Por Painel

Cumpra-se Ao modificar em decisão monocrática as regras para a condução coercitiva, o ministro Gilmar Mendes pressiona a presidente do STF, Cármen Lúcia, a incluir o assunto, fundamental para a Lava Jato, na pauta do plenário.

Agora vai? Segundo integrantes da corte, o questionamento sobre as coercitivas chegou a ser pautado no início do ano, mas não foi votado. De lá para cá, Mendes teria pedido inúmeras vezes a retomada do tema, sem sucesso.

X

Para a plateia Parlamentares viram na decisão do ministro Edson Fachin de mandar que Paulo Maluf (PP-SP) começasse a cumprir pena na cadeia uma tentativa de marcar oposição a Mendes. Como se quisesse reforçar o discurso de que ele pune e o colega solta.

Leia a integra do Painel aqui.