Lewandowski repassa a Toffoli recurso da PGR que pede volta do sigilo na delação de marqueteiro

Por Painel

Passa a bola O ministro Ricardo Lewandowski, do STF (Supremo Tribunal Federal), encaminhou nesta quinta (16) ao colega Dias Toffoli a análise do recurso em que a Procuradora-Geral da República, Raquel Dodge, pede para restabelecer o sigilo da delação premiada do marqueteiro Renato Pereira. A justificativa para a transferência, segundo o andamento do processo, são “motivos de saúde”. Lewandowski alega “encontrar-se impossibilitado de analisar os pedidos”.

O tropeço O ministro caiu enquanto passeava com seus cachorros na capital paulista e chegou a ficar internado no Hospital Albert Einstein. Agora, se recupera em casa.

X

Queda… Na terça (14), Lewandowski devolveu o acordo de delação à Procuradoria-Geral da República sem homologá-lo por defender a revisão dos benefícios acertados. No mesmo despacho, o ministro tirou o sigilo do acordo com a justificativa de que houve “ampla divulgação, pela imprensa, de considerável parte daquilo que foi encartado”.

… de braço Nesta quarta (15), porém, a PGR recorreu da decisão sobre o sigilo, solicitando que ele fosse restaurado. No recurso, Dodge critica o vazamento, mas pondera que o “problema é que, com o levantamento imediatamente determinado, o bom êxito das investigações estará irremediavelmente comprometido”.

Leia a íntegra do Painel aqui.