Banco do Brasil faz pente-fino em negócios da Odebrecht que tiveram participação de Bendine

Por Painel

Prepara O Banco do Brasil está concluindo os levantamentos de operações citadas pela Odebrecht que envolveram Aldemir Bendine, ex-presidente da instituição e da Petrobras preso nesta quinta (27). O pente-fino deve sair até o fim de agosto.

Porta de entrada Bendine chegou à cúpula do Banco do Brasil por indicação de Gilberto Carvalho. Na ocasião, foi considerado “um achado” por dirigentes da sigla.

Estamos juntos A defesa de Bendine diz, no documento em que pede sua saída da prisão, que o executivo assumiu o comando da Petrobras quando a Lava Jato “já estava em pleno curso” e que ele agiu para “responsabilizar os envolvidos no esquema”.

Ligações Bendine sempre foi visto no PT como um nome que tinha acesso privilegiado a Joesley Batista, da JBS.

Leia a íntegra da coluna aqui.