Cúpula do DEM aconselha Maia a agir ‘como magistrado’, sem trair ou ajudar Temer

Por Painel

Venham todos No jantar que fez em sua residência oficial, nesta terça (4), a pretexto de discutir a reforma política, o presidente da Câmara recebeu um leque de parlamentares que ia do PCdoB ao PMDB. Nas rodas de conversa, o assunto era o dia seguinte ao eventual fim do governo peemedebista.

Mapa da guerra Antes do banquete, Maia fez uma reunião só com integrantes de seu partido, o DEM. Foi aconselhado a agir como um “magistrado”. Não agirá nem como advogado nem como algoz de Temer.

Miss simpatia Antes de deixar a Câmara nesta quarta (5), Maia passou na liderança do PSB para cumprimentar a líder da sigla, Tereza Cristina (MS), pelo aniversário. Oficialmente, o PSB faz oposição ao governo peemedebista.

Leia a íntegra da coluna aqui.