Aloysio Nunes faz apelo e diz que aceitar denúncia contra Temer jogaria ‘o país em um vulcão’

Por Painel

Último apelo Às vésperas de embarcar com o presidente Michel Temer para o encontro do G20, na Alemanha, o ministro Aloysio Nunes (Relações Exteriores) gravou vídeo no qual faz um apelo aos deputados da base do governo, inclusive do seu partido, os PSDB, para que “meditem” antes de decidir votar a favor da aceitação da denúncia de Rodrigo Janot contra o peemedebista. O tucano pede aos aliados que leiam a defesa apresentada pelos advogados de Temer. “Você verá que não há dúvida nenhuma de que esta acusação formulada pelo dr. Janot é absolutamente vazia de qualquer conteúdo de prova”, afirma.

Causa e consequência A tônica do vídeo é uma defesa da estabilidade política e econômica. “A quem interessa o tumulto? A volta da instabilidade? À oposição seguramente”, diz Aloysio. “Não de trata de um voto contra ou a favor do presidente Temer. Trata-se de avaliar, com isenção do ponto de vista jurídico e constitucional uma acusação absolutamente falha, que levará ao afastamento temporário do presidente da República e colocará o país em uma instabilidade ainda maior, com consequências trágicas.”

Carapuça Num recado direto aos tucanos, Aloysio diz que integra o governo porque Temer vem cumprindo um programa de medidas acertado com a cúpula do PSDB e diz que talvez a agenda reformista do presidente tenha despertado a oposição de “sindicatos e corporações”. Por fim, Aloysio questiona se vale a pena “jogar o país em um vulcão” com base no que chama de denúncia “frágil”.

Missão dada O apelo do tucano aos aliados ocorre um dia depois de o presidente Michel Temer pedir aos ministros que saiam em defesa de seu governo e seu mandato. O PSDB de Aloysio Nunes ameaça deixar a base aliada, ampliando a crise em torno do peemedebista.

Veja o vídeo do ministro Aloysio Nunes: