Advogados dizem que movimento é apartidário e não busca confronto direto com Judiciário e MP

Por Painel

Veja bem Advogados que fazem parte do grupo “Prerrogativas” dizem que o movimento não tem qualquer vínculo partidário e não prega o “confronto direto” com as instituições Ministério Público e Judiciário, “mas apenas, e tão somente, com seus desvios e desmandos”.

Cada um na sua “O grupo é uma iniciativa de advogados para discutir prerrogativas e não para tratar de clientes dos participantes”, diz Cristiano Zanin, que atua na defesa do ex-presidente Lula.

Conselhão Às vésperas da sentença do juiz Sergio Moro sobre o caso do tríplex, o ex-presidente Lula vai começar a reunir líderes do PT no Congresso em São Paulo. A partir desta segunda-feira (3), quer alinhar os discursos em sua defesa com os parlamentares do partido.

Leia a íntegra da coluna aqui.