Auxiliares de Temer calculam que plenário da Câmara analisará denúncia no fim de julho

Por Painel

Tira da frente Ao pedir que Edson Fachin, do STF, enviasse a denúncia contra Michel Temer direto para a Câmara, a defesa do presidente tentou acelerar o que considera a “pior” das acusações: corrupção passiva.

Temos pressa Auxiliares de Temer avaliam que o melhor é correr para dar menos margem a fatos novos. O Planalto calcula que a Câmara apreciará o caso na semana de 24 de julho. Temer conta com a suspensão do recesso.

Leia a íntegra da coluna aqui.