Ex-procurador da Lava Jato negociou migração para escritório que faz defesa da JBS por meses

Por Painel

Tratativas Ex-braço-direito de Rodrigo Janot, Marcello Miller negociou por meses sua ida para o escritório responsável por negociar o acordo de leniência da JBS. O hoje ex-procurador pediu exoneração do MPF em 4 de março, três dias antes de Joesley Batista gravar conversa com Michel Temer.

Aviso prévio A exoneração de Miller, porém, só foi publicada um mês depois, 5 de abril. Oficialmente, ele se tornou sócio do escritório de advocacia em 15 de maio. Procurada, a banca não quis se pronunciar.

Leia a íntegra da coluna aqui.