Relator da chapa Dilma-Temer no TSE, Herman Benjamin é titular de dois imóveis funcionais

Por Painel

Confusão postal Por dois anos e meio, o ministro Herman Benjamin, do TSE e do STJ, foi titular de dois imóveis funcionais em Brasília: um apartamento cedido pelo Senado e uma casa do Superior Tribunal de Justiça.

Carteiro 1 Relator da ação que pede a cassação da chapa Dilma-Temer, Benjamin ocupa há mais de dez anos o imóvel do Senado, mas foi oficialmente informado de que o STJ havia conseguido uma propriedade para ele em outubro de 2014.

Carteiro 2 Ainda assim, ficou no apartamento do Senado. A Secretaria de Comunicação do STJ diz que a residência da corte precisava passar por obras estruturais. Tudo só ficou pronto em março deste ano. O ministro se mudará em breve. A reforma, bancada pelo tribunal, custou R$ 272,7 mil.

Veja a íntegra da nota enviada pela Secretaria de Comunicação do STJ (Superior Tribunal de Justiça):

A casa foi desocupada em outubro de 2014 e a reforma terminou em março de 2017, ao custo de R$ 272.771,44.  

A grande demora para o início das obras — inclusive a estrutural e fundacional, por conta de sérias infiltrações — deveu-se à prioridade dada a reformas mais urgentes na sede do Tribunal e em outros imóveis residenciais do STJ destinados a ministros ainda morando de aluguel.

Leia a íntegra da coluna aqui.