Esquerda usa irritação de sindicatos com reformas e chama, para dia 28, ato em frente à casa de Temer

Por Painel

Ninguém durma Movimentos da esquerda vão usar a insatisfação de sindicatos com as reformas para a ressuscitar o “fora, Temer” e o grito por eleições diretas. Dia 28, as frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo vão se somar aos atos de greve e marchar até a casa de Temer em SP.

Alerta vermelho Operadores do mercado financeiro passaram os últimos dois dias fazendo projeções oficiosas sobre uma possível delação do ex-ministro Antonio Palocci (PT). Tentam preparar o ambiente para uma “reação rápida”, que evite a contaminação de todo o sistema.

Sonho meu Dentro do PT há uma expectativa de que Palocci desista da delação. Os menos otimistas direcionam apostas para fórmula quase irreal: que a proposta de colaboração dele poupe o partido e foque em suas relações com o empresariado.

Efeito cascata Empresas que não foram mencionadas diretamente, mas participaram de obras citadas na delação da Odebrecht, buscaram advogados no último fim de semana para estudar formas de propor colaboração à Justiça ou traçar linha de defesa.

Salve-se quem puder O movimento ocorreu em companhias que prestaram serviços à Petrobras e que participaram de obras no Distrito Federal e em São Paulo.

Retiro espiritual Delatado pela Odebrecht, o governador Geraldo Alckmin tem evitado atividades externas e limita sua agenda a despachos internos e eventos dentro do Palácio dos Bandeirantes, em São Paulo.

Air Force One O prefeito João Doria (PSDB-SP) voou para Roma em sua aeronave particular, segundo aliados. Ele fez uma parada na Ilha do Sal para reabastecer.

Leia a íntegra da coluna aqui