Doria diz a auxiliares que rede de fast-food estuda dobrar vagas oferecidas a programa de emprego

Por Painel

 

Alma do negócio O prefeito João Doria (PSDB-SP) contou a auxiliares que o presidente da rede de fast-food com a qual firmou parceria para lançar o programa Trabalho Novo se animou tanto com a repercussão do evento que estuda dobrar o número de vagas abertas ao projeto. Doria se empenhou. Usou até boné com a logomarca.

Está demais Souza Santos (PRB), vereador da base de Doria na Câmara Municipal, se irritou com a intromissão do Executivo na Casa. Diz que o líder do governo, Aurélio Nomura (PSDB), sugeriu que só projetos que tivessem aval do prefeito fossem votados. “Eu sou aliado, mas alienado jamais”, rebateu.

Irrelevâncias O vereador do PRB defende que os projetos sejam colocados em votação mesmo que seja para Doria vetá-los depois. “Se o governo gosta ou não da proposta, é problema dele. Senão a gente só vota denominação de rua”, disse.


TIROTEIO

Depois jogar o Brasil na vala da corrupção e levar 13 milhões ao desemprego, Lula se apresenta como exorcista da sua maldição.

DO DEPUTADO FEDERAL SILVIO TORRES (PSDB-SP), sobre a ofensiva de Lula para disputar a Presidência da República nas eleições de 2018.


CONTRAPONTO

Esse cara sou eu

Presidente da Comissão de Agricultura do Senado, Ivo Cassol (PP-RO) parabenizou nos microfones da Casa seu conterrâneo e colega de plenário Valdir Raupp (PMDB-RO) por ocupar a vaga de vice no colegiado.

— A população de Rondônia tem, neste momento, na comissão, o senador do povo do Estado de Rondônia, Ivo Cassol, como presidente, e o senador Valdir Raupp como vice — disse Cassol, falando de si na terceira pessoa.

— Mas eu sou do povo também! Eu sou do povo — interrompeu Raupp. Cassol tentou remendar:

— Do povo, lógico. Mas é que esse é o meu slogan, a minha marca como parlamentar.

Leia a coluna completa aqui