Senado adiou votação para nomeação de indicado de Temer para evitar que Renan atrapalhasse

Por Painel

Precaução Presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE) decidiu adiar a votação da nomeação do subchefe de assuntos jurídicos da Casa Civil, Gustavo Rocha, para o Conselho Nacional do Ministério Público depois que governo farejou articulação de Renan Calheiros para derrubar o nome indicado por Michel Temer.

Venha Dirigentes do PMDB querem filiar o líder do governo no Congresso, André Moura (PSC-SE), à sigla, mas nem todo o partido está disposto a recebê-lo. É preciso convencer o governador Jackson Barreto, rival de Moura em Sergipe, e o senador Renan Calheiros (AL), que já fez ataques ao deputado.

Futuro Aliado de Eduardo Cunha e representante do “centrão”, Moura quer disputar o Senado em 2018 e conta com a simpatia dos outros sete deputados do Estado.

Negócios à parte Visto como aliado número um do governo, o PSDB da Câmara promete dar trabalho ao ministro Henrique Meirelles (Fazenda) em reunião sobre a reforma da Previdência, na terça (21). Líder da sigla, Ricardo Tripoli (PSDB-SP) diz que “há pontos importantes que podem ser melhorados”.

Estica e puxa Sob pressão após o relator da reforma da Previdência, Arthur Oliveira Maia (PPS-BA), sinalizar que pretende acabar com benefícios concedidos a instituições filantrópicas, o governo passou a admitir a possibilidade de fazer uma mudança mais amena.

Poker face O ministro Moreira Franco (Secretaria-Geral da Presidência) reconheceu que o nervosismo no leilão para concessão de aeroportos durou até o último segundo. “Falei com o leiloeiro… Do jeito que fala, pausadamente, eleva a tensão no ambiente ao nível de um jogo disputado de pôquer!”

Leia a coluna completa aqui