PT trata visita à transposição do São Francisco como ato abre alas do ‘volta, Lula’

Por Painel

Bote da jararaca Certo de que PSDB e PMDB são as bolas da vez na Lava Jato, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva vai aproveitar a fragilidade dos rivais para fazer deslanchar sua campanha pelo Planalto em 2018. No domingo (19), o PT vai fazer da visita à transposição do São Francisco, em Monteiro (PB), o ato inaugural do “volta, Lula”. O instituto que leva o nome do presidente enviou uma equipe precursora para a cidade. Equipes de segurança pública da Paraíba também, pois esperam que uma multidão se mobilize para ver o petista.

Com tudo… O partido está investindo pesado na infraestrutura do evento. Lula desfilará em carro aberto até o local da transposição. Governadores, parlamentares e deputados estaduais de todo o Nordeste estão organizando caravanas. Como se sabe, o ex-presidente discursará  ladeado por Dilma Rousseff e pelo time de ministros que participou das negociações em torno da obra em sua gestão.

E mais um pouco Em jantar com senadores do PT na última terça (14), Lula deixou claro que quer fazer da visita um dia histórico. Avisou que não só vai discursar, como vai “entrar na água” do São Francisco. Considerou uma ofensa o que ele avalia como uma tentativa de Michel Temer de se apropriar da obra.

Santo de casa A data da visita do ex-presidente às obras da transposição do rio São Francisco não foi escolhida à toa. 19 de março é Dia de São José. Segundo a tradição nordestina, se chover neste dia é sinal de que a safra do ano estará garantida.

Régua Aos parlamentares, Lula avaliou a conjuntura política: disse que o governo Michel Temer está sem saber o que fazer para emplacar as reformas e que as mudanças propostas abrem espaço para que o PT formule o discurso de olho em 2018. O petista também considerou que o atual momento da Lava Jato acaba com o discurso de que o PT é o único partido corrupto.