Líder do governo quer reforma política focada só em financiamento de campanha

Por Painel

Para inglês ver Romero Jucá (PMDB-RR) prega que a reforma política defina apenas um novo modelo de financiamento de campanha. As mudanças precisam ser aprovadas até setembro, e ele acredita que algo estrutural teria dificuldade para passar. Voto em lista, porém, é visto como quase inevitável.

Recatado e do lar Sabatinado no Senado para vaga no Conselho Nacional do Ministério Público, o subchefe de assuntos jurídicos da Casa Civil, Gustavo Rocha, disse que não existiu conflito de interesse quando advogou para Marcela Temer no caso do celular hackeado: “Estava na minha residência. Foi fora do horário do expediente”.

Hora errada Durante a sessão que antecedeu a divulgação da lista de Rodrigo Janot, o deputado Silvio Costa (PT do B-PE) pediu que o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), declarasse publicamente que não colocaria em votação um projeto de anistia ao caixa dois.

Sem ambiente Maia ignorou e passou a palavra ao próximo orador. Jovair Arantes (PTB-GO) comentou com o deputado ao lado: “Silvio está falando de corda em casa de enforcado!”.

Onipresente Durante excursão pelo Congresso no último fim de semana, uma guia disse aos turistas que a visita ao gabinete da presidência estava vetada por ordem do ex-deputado Eduardo Cunha, e sugeriu que os visitantes mandassem e-mail pressionando o atual presidente, Rodrigo Maia, a derrubar a proibição.


TIROTEIO

O Congresso terá muito desgaste se insistir nessa tecla. O poder do Legislativo não é ilimitado, é submetido à moralidade.

DE MÁRLON REIS, ex-juiz e um dos criadores da Lei da Ficha Limpa, sobre a proposta de congressistas de anistiar os implicados na Operação Lava Jato.


CONTRAPONTO

2018 é logo ali

Marqueteiro da campanha que elegeu João Doria (PSDB) prefeito de São Paulo no primeiro turno, Lula Guimarães deu uma palestra nesta quarta-feira (15) na Câmara dos Deputados, intitulada “O novo candidato ou o novo eleitor?”.

Para fazer sua exposição, Lula exibiu peças publicitárias de Doria que foram ao ar no horário eleitoral do ano passado. Quando terminou a apresentação, o ministro do Tribunal Superior Eleitoral Henrique Neves, presente no evento, brincou:

— Já temos elementos para um processo por propaganda antecipada!

Leia também no Painel

No Planalto, torcida por sucesso de leilão de aeroportos supera preocupação com lista de Janot