Caixa dois e corrupção são diferentes, mas ambos são crimes, diz Barroso

Por Painel

É… Após o ministro Gilmar Mendes defender a diferenciação entre caixa dois e corrupção — a exemplo do que fizeram nomes como FHC — outros integrantes do Supremo Tribunal Federal marcaram posição sobre o tema.

…Mas não é O ministro Luís Roberto Barroso, por exemplo, ponderou à coluna que “caixa dois e corrupção podem, de fato, ser coisas diferentes”. “Mas ambos são crimes”, concluiu.

Vale a pena… Relatório enviado pela consultoria Eurasia na quinta (9) a clientes no mercado financeiro diz que as chances de Lula nas eleições de 2018 são pequenas. Ele corre o risco de ter a candidatura barrada pela Justiça, por causa da Lava Jato, e tem rejeição alta demais para ser competitivo no segundo turno, diz o texto.

…Ver de novo? O responsável pela análise, Christopher Garman, acompanha a política brasileira há anos. No início de 2002, em palestras no Brasil, desprezava as chances de Lula, que concorria pela quarta vez e venceu.

Perdido no tempo Dilma Rousseff ilustra a animação usada no site da Câmara em texto que explica como tramitam as medidas provisórias. Na imagem, ela sanciona ou veta propostas, vestida de terninho, colar de pérolas e faixa presidencial.

O chamado Atendendo a pedido do prefeito João Doria, o laboratório EMS vai doar 1,78 milhão de doses de medicamentos à rede municipal. A expectativa é que estejam nas Unidades Básicas de Saúde na sexta-feira (17).

Fôlego A maior parte do lote, avaliado em R$ 1,1 milhão, é do antialérgico prednisona. É um “complemento” às doações já feitas por 12 laboratórios — EMS entre eles. Segundo Doria, não haverá custo para a prefeitura, tampouco contrapartida.


TIROTEIO

Com essas declarações irresponsáveis, Rodrigo Maia quer a lei da selva patronal e a legalização do trabalho escravo.

DO DEPUTADO IVAN VALENTE (PSOL-SP), sobre a declaração do presidente da Câmara, Rodrigo Maia, de que a Justiça do Trabalho não deveria existir.

CONTRAPONTO

Espreme que sai

Em Monteiro (PB), onde participou, na sexta (10), de uma cerimônia de chegada das águas da transposição do rio São Francisco à Paraíba, o presidente Michel Temer comentou os protestos durante sua ida ao Nordeste.

Ele encerrou seu discurso com uma frase atribuída a dom Hélder Câmara:

— Sou como cana na moenda: por mais que seja espremido, só consigo dar doçura.

O líder do governo, deputado Aguinaldo Ribeiro (PP-PB), envolto com as articulações da reforma da Previdência, sussurrou ao lado:

— Espero que essa conversa não chegue ao Congresso.

Leia também no Painel

Câmara quer empurrar reforma da Previdência nos Estados para Assembleias