Disputa entre PSDB e PMDB por comissão inviabiliza acordos no Senado

Por Painel

Efeito cascata No Senado, a disputa entre PSDB e PMDB pelo comando da Comissão de Meio Ambiente e Fiscalização e Controle criou um impasse tão grande que inviabilizou acordos firmados em torno da presidência dos outros colegiados da Casa.

Na urna Na falta de um acerto, prevalecerá o que diz o regimento e a eleição dos comandantes das comissões se dará por voto secreto.

Zebra Para forçar um entendimento, integrantes da Casa lembram que, sob o comando de Renan Calheiros (AL), o PMDB pode se alinhar ao PT e ao bloco liderado por Fernando Collor (PTC-AL) para construir maioria e alijar o PSDB da chefia das comissões que os tucanos miram.

Bênção Alçado a líder do governo no Congresso, André Moura (PSC-SE) fez uma peregrinação pelos gabinetes de 25 senadores. Tenta diminuir a tensão criada com a ascensão de um deputado ao posto.


TIROTEIO

Temer pode pensar em ser populista, mas impopular, lamento informar, não depende de escolha, ele já o é por sua trajetória.

DO DEPUTADO ESTADUAL MARCELO FREIXO (PSOL), sobre a declaração do presidente Michel Temer de que prefere ser impopular a ser populista.


CONTRAPONTO

Só Deus na causa

Na manhã desta sexta-feira (10), o avião que sairia de Brasília com destino a Salvador apresentou problemas, e os passageiros tomavam um chá de cadeira.

Quando a companhia aérea anunciou que técnicos iriam inspecionar o motor, o deputado Erivaldo Santana (PEN-BA) se levantou para deixar a aeronave. Lúcio Vieira Lima (PMDB-BA), também à bordo, provocou:

— Erivaldo, você não é evangélico, rapaz? Deixa de ser frouxo, segura na mão de Deus e vamos voar!

O deputado respondeu:

— Não, não. Deus vem comigo. E você vem atrás, tenho certeza disso!

Leia também no Painel

Maia diz ao STF que pedido de Cunha para cancelar cassação é manobra para escapar de Sergio Moro