Presos guiaram equipe do CNJ em inspeção no presídio que foi palco de massacre em Manaus

Por Painel

Estado paralelo Desde 2013, o Conselho Nacional de Justiça sabe que o presídio de Manaus palco de massacre é comandado por detentos. Em relatório sobre um mutirão carcerário, o CNJ diz que, “por questão de segurança”, “não foi possível inspecionar” todo o complexo. Coordenadora da ação, a juíza Samira Barros Heluy afirmou que no Compaj presos pediram para guiar a equipe. “Fomos ciceroneados por dois detentos. Existia ali uma organização diferente da que vimos nos outros presídios.”

Escoltados O mutirão do CNJ inspecionou 14 presídios no Amazonas em 2013, mas de acordo com a juíza apenas no Anísio Jobim os detentos exigiram acompanhar a visita.

Sinais O relatório do CNJ também diz que a superlotação era realidade, “com grande número de presos amontoados em celas de tamanho incompatível ” e que não havia “medidas eficazes” para “frear o acesso” de aparelhos de comunicação e drogas.

apode1301painel

Maluf que fez Famoso por pedir “a Rota na rua” na época em que era prefeito de SP, Paulo Maluf (PP) achou o Plano Nacional de Segurança muito light: “É querer curar câncer com esparadrapo”.

Boa vizinhança Para amenizar o clima local, o ministro alagoano Mauricio Quintela (Transportes) decidiu chamar os Renan Calheiros, pai e filho, para inaugurar trecho de uma rodovia simbólica para o Estado.

Meio a meio O Ministério dos Transportes prometeu ao Planalto colocar na praça já no primeiro trimestre deste ano o edital dos cinco projetos prioritários da pasta que ainda não foram lançados.

Alô, presidente Em telefonemas a deputados, Renan disse considerar a reforma da Previdência muito severa. Aventou a ideia de um texto um tanto mais brando.

Esqueceram ele Causou ciumeira em alas do Planalto o fato de o reajuste no piso dos professores ter sido anunciado sem a presença de Temer, bem em um dia em que ele visitou uma escola.

Luz, câmera, ação Sem tamanho suficiente para conquistar um bom cargo na Mesa, o PRB se acerta com Rodrigo Maia (DEM-RJ) como pode: quer voltar à secretaria de Comunicação da Câmara.

Tô nem aí O atual titular, José Priante (PMDB-PA), se diz “de coração aberto”: “Por mim não tem problema. Vou ser o primeiro-vice”, brinca ele, que disputa a indicação do partido para concorrer.

Manda quem pode Entre os apoiadores de Maia, há a aposta de que o PT cederá à ameaça da formação de um blocão e apoiará o atual presidente mesmo sem poder disputar a primeira secretaria.

Decifra-me Maia terá de explicar sua condição de presidente-candidato à reeleição à Justiça mais uma vez. O novo questionamento foi articulado por um assessor da Câmara que auxilia o centrão em questões regimentais.

Devoro-te A ação pede a suspensão da eleição e o afastamento de Maia. O juiz federal substituto Eduardo Ribeiro de Oliveira deu 72 horas para que ele se manifeste.

Mão aberta Depois de enviar bombas d’água para enfrentar a seca no Nordeste, Geraldo Alckmin agora vai ajudar o DF. O tucano recebeu um pedido do governador Rodrigo Rollemberg. Definiram, juntos, suporte técnico por meio da Sabesp aos profissionais de Brasília.

Dia do fico Irritou o Palácio dos Bandeirantes a decisão, considerada de última hora, de Pedro Tobias de pôr em votação a prorrogação de seu mandato como presidente do PSDB-SP, em vez de eleição, como disse que faria.

Corpo fora O chefe da Casa Civil de Alckmin, Samuel Moreira, expressou a secretários próximos incômodo com a interpretação de Tobias de que foi o autor de articulação para favorecer o PSB.


TIROTEIO

Michel Temer inovou e lançou um novo projeto do governo: o Carona Solidária, leve o seu juiz para as férias na Europa.

DA SENADORA FÁTIMA BEZERRA (PT-RN), sobre Michel Temer ter incluído na comitiva oficial para Portugal o presidente do TSE, ministro Gilmar Mendes.


CONTRAPONTO

Coisa do passado

Michel Temer esteve nesta quinta (12) em Praia Grande, no litoral de SP, para inaugurar uma escola municipal batizada com o nome de um de seus irmãos, Fued Temer.

Antes da cerimônia, o prefeito da cidade, Alberto Mourão (PSDB), fez uma visita guiada com o presidente pelas salas de aula — uma delas com lousa digital.

Em seu discurso, Temer disse ter ficado “impressionadíssimo” com o quadro negro high-tech.

E, dirigindo-se ao vice-governador paulista, Márcio França (PSB), soltou:

— Se no seu tempo as lousas fossem assim, como você é muito rápido, a essa hora já seria presidente da ONU.