PSDB reúne Executiva Nacional nesta quinta para reconduzir Aécio Neves à presidência do partido

Por Painel

Vai ter pão de queijo? Sem dar na vista, o PSDB marcou para esta quinta (15) reunião de sua Executiva Nacional em Brasília e deve reconduzir Aécio Neves à presidência do partido por mais um ano. Oficialmente, os tucanos foram convocados para discutir a conjuntura política do país, mas o verdadeiro objetivo é referendar um artigo do estatuto da sigla que dá poder ao Diretório Nacional de prorrogar o mandato. “A recondução é natural”, diz Ricardo Tripoli (SP), recém-eleito líder da bancada na Câmara.

Pelas beiradas Governistas querem usar o projeto que limita os supersalários como munição para tentar minar a credibilidade da Justiça e do Ministério Público.

Nua e crua O objetivo é usar a transparência exigida pela lei para escancarar quem são os marajás que atuam como juízes e procuradores.

Fio do bigode Dados do governo fornecidos por senadores mostram que o Executivo federal economizará cerca de R$ 1 bilhão por ano com a lei que pune os altos salários.

Rei sol Uma cena na posse do presidente do TCU chamou a atenção. Quando Renan Calheiros chegou, as rodinhas se refizeram em torno dele. Até Temer foi em sua direção assim que pisou no local.

Petit comité Após depor à PF nesta segunda (12), em Brasília, Dilma Rousseff jantou na casa da amiga Kátia Abreu, que preparou uma leitoa para alguns poucos convivas. Entre eles estavam Aloizio Mercadante e Silvio Costa.

Enciclopédia O relator do caso Geddel Vieira Lima na Comissão de Ética, Marcelo Figueiredo, prometeu ao colegiado que seu voto nesta quinta (15) será “alentado”. Colegas lembram que uma de suas obras tem como título “Probidade Administrativa”.

APODE15812PAINEL

Se fosse só isso Após prometer meditar ao indiano Sri Sri Ravi Shankar, Temer até concordou com a previsão de que a má fase pode passar em janeiro. Disse que espera já ter se recuperado das batalhas da PEC do teto e da reforma do ensino médio.

Você é luz Denise Abreu, ex-diretora da Anac (Agência Nacional de Aviação Civil), vai assumir o Ilume, departamento de iluminação pública de SP, na gestão do prefeito eleito João Doria.

No verão passado Velha conhecida desde os tempos do apagão aéreo no governo Lula, Denise Abreu comanda o diretório paulistano do Partido da Mulher Brasileira.

Bye, bye A Promotoria Eleitoral enviará um pedido à Procuradoria da República em São Paulo para que seja analisada a cassação da naturalização de Hanna Garib, condenado por comandar a Máfia dos Fiscais em SP.

Drible Libanês naturalizado brasileiro, Garib concorreu neste ano a uma vaga na Câmara Municipal de São Paulo pelo PHS, mas a Justiça Eleitoral indeferiu seu registro por ele ser ficha suja e estar inelegível até 2020.

Ponto de vista Em sua penúltima edição, a revista “The Economist” endossa os argumentos usados pela Primeira Turma do STF para descriminalizar o aborto. A publicação sustenta que educação sexual é melhor do que a criminalização: “Tolerância zero produz resultado zero”.

Visitas à Folha Marcos Lisboa, presidente do Insper e colunista da Folha, e Ricardo Paes de Barros, economista-chefe do Instituto Ayrton Senna e professor no Insper, visitaram a Folha nesta quarta-feira (14), a convite do jornal, onde foram recebidos em almoço.

Luiz Sorge, presidente da Planejar (Associação Brasileira de Planejadores Financeiros), visitou a Folha nesta quarta-feira (14). Estava acompanhado de Marcia Dessen, diretora da Planejar, planejadora financeira e colunista da Folha, e Andreza Taglietti, sócia-diretora da Fidata, assessoria de imprensa da associação.


TIROTEIO

O senador Ronaldo Caiado deveria saber que nada é tão falso quanto um ruralista tentando ser populista.

DO DEPUTADO CARLOS MARUN (PMDB-MS), sobre o líder do DEM no Senado ter sugerido que Michel Temer renuncie à Presidência da República.


CONTRAPONTO

Memórias do cárcere

O documentário “Coragem, Fé e Resistência — A História do Cardeal Dom Paulo Evaristo Arns” resgata o relato do arcebispo emérito de São Paulo sobre um encontro com o presidente Médici, em maio de 1971, durante um dos períodos mais duros do regime militar.

— Senhor presidente, venho pedir que se façam processos antes de condenar as pessoas a um regime de prisão e tortura — disse dom Paulo ao general.

— Não arredamos um milímetro. O senhor fique na sacristia que sabemos o que fazer — respondeu Médici.

Dois anos depois, em 1973, o general cassou a rádio Nove de Julho, só devolvida à igreja em 1996.