STJ homologa delação de dona de agência de publicidade ligada ao PT

Por Painel

A dona da agência Pepper Interativa, Danielle Fonteles, teve sua delação premiada homologada pelo STJ (Superior Tribunal de Justiça).

A decisão estava a cargo do ministro Herman Benjamin.

Também foi homologada a delação de uma secretária de Benedito de Oliveira, o Bené, empresário e amigo do governador de Minas, Fernando Pimentel (PT).

São os dois primeiros acordos de colaboração premiada comandados pela Polícia Federal a serem homologados por um tribunal superior.

As delações acontecem no âmbito da Operação Acrônimo, que apura suspeita de um esquema de desvio de dinheiro público para campanhas políticas do PT.

A Pepper, que produz conteúdo para a internet, começou a trabalhar para o partido em 2010 e cresceu na esteira da campanha que elegeu Dilma Rousseff.