Temer repreende ministros depois de Alexandre de Moraes antecipar operação da Lava Jato

Por Painel

Ca-la-dos! Farto das polêmicas causadas por ministros, Michel Temer chamou de canto alguns dos mais falastrões e, sem a habitual temperança, foi direto ao ponto: “Gente, vamos parar. Está ficando ruim. Quanto menos o governo falar, melhor”.

My boys O pito foi dado no Palácio da Alvorada. Entre os alvos: Alexandre de Moraes (Justiça) — que antecipou operação da Lava Jato —, Ricardo Barros (Saúde), Ronaldo Nogueira (Trabalho) e Geddel Vieira Lima (Governo).

Leia mais notas aqui.