Câmara se compromete a votar pré-sal na próxima semana sem alterações

Por Painel

Pole position Nem teto de gastos nem reforma da Previdência. O primeiro item da agenda de Michel Temer para o Congresso a sair do papel deve ser a flexibilização das regras para ampliar a participação privada no pré-sal.

Vapt-vupt A base do governo acertou aprovar na Câmara já na semana que vem, e sem modificações, o projeto que acaba com a obrigatoriedade de a Petrobras ser a operadora única nos campos. Qualquer alteração devolveria o texto para o Senado.

Preto no branco Com isso, o projeto segue para a sanção de Temer. O presidente da Petrobras, Pedro Parente, disse a ele nesta terça que a mudança significará “uma resposta rápida em termos de investimentos”. “Vamos avançar nisso”, diz o relator José Carlos Aleluia (DEM-BA).

Leia mais notas aqui.