Após período de descanso, Dilma rodará o país para apoiar candidatos do PT

Por Painel

Diz que fui por aí Contrariando apostas, a ex-presidente Dilma Rousseff não pretende ficar reclusa fora do cargo. A petista deve atravessar um período de descanso de cerca de dez dias. Depois disso, pretende viajar pelo país para participar de algumas campanhas municipais. Ela já recebeu convite de Raul Pont (PT), candidato a prefeito em Porto Alegre, e organiza viagens para Estados do Nordeste, como Pernambuco e Bahia, onde pesquisas de opinião apontam rejeição maior ao impeachment.

Decidam-se O grupo de Dilma não gostou da decisão do PT de encampar o “Diretas Já” poucos dias depois de ter recusado a proposta de plebiscito que a petista tratava como última esperança para reverter a deposição.

É assim Um integrante da sigla explica a mudança: a defesa de novas eleições não servia para salvá-la da cassação, mas é a melhor maneira de fustigar seu sucessor.

Afinados Grupos de esquerda já adotarão a nova bandeira no protesto de domingo na avenida Paulista, ao lado dos motes “Fora, Temer” e “Nenhum direito a menos”. O senador Lindbergh Farias (PT-RJ) irá ao ato.

Na ponta da língua Aliados de Dilma consideram importante o recurso da petista ao STF, mas não nutrem esperança de que o impeachment seja revertido. “O discurso está pronto: diremos que a corte legitimou o golpe”, diz um.

Corpo mole Na reunião da Executiva petista, na sexta (2), dirigentes bateram muito na tecla de que o partido não demonstrou quase nenhuma capacidade de reação às articulações que acabaram por depor Dilma do cargo.

Desconectados Em conversa entre congressistas na qual o assunto viera à tona, disse um petista: “É o resultado de ter passado treze anos andando só em carro oficial.”

apode0309painell

Guarda! O deputado Pastor Sóstenes (DEM-RJ) levou para a posse de Michel Temer no Senado um cartaz com a mensagem: “PT = PMDB”. Foi convencido a não abri-lo.

Águas de março A saída de Rui Falcão do comando do nacional do PT não deve acontecer neste ano. A expectativa é que ele seja substituído somente no início de 2017.

Leia mais notas aqui.