Russomanno lidera arrecadação com R$ 1,4 mi; Haddad obteve R$ 300 mil de Walfrido Mares Guia

Por Painel

Tenho sigla Líder nas pesquisas, Celso Russomanno (PRB) também lidera em verba. Segundo o TSE, já recebeu R$ 1,4 milhão em doações — quase tudo de seu partido. O PTB, que tem a vice na chapa, pingou R$ 250 mil.

Tenho nome Marta Suplicy (PMDB) vem atrás com R$ 1,1 milhão. O PMDB transferiu R$ 750 mil e o restante veio de pessoas físicas — José Isaac Peres, presidente da Multiplan, que controla shoppings, doou R$ 200 mil.

Tenho amigos Ex-ministro de Lula, Walfrido dos Mares Guia fez generosa doação de R$ 300 mil a Fernando Haddad — quase 40% dos R$ 773 mil arrecadados até aqui.

Tenho a mim João Doria (PSDB) tem, por ora, R$ 700 mil em caixa. Sua sigla doou R$ 500 mil. Outros R$ 200 mil vieram do próprio candidato.

apode2708painell

Gêmeos Pompeu Neto, chefe do cerimonial de Michel Temer, é chamado no Planalto de Chiquinho Scarpa — tamanha a semelhança.

Visitas à Folha Pedro Parente, presidente da Petrobras, visitou nesta sexta (26) a Folha, a convite do jornal, onde foi recebido em almoço. Estava acompanhado dos diretores-executivos Solange da Silva Guedes e Hugo Repsold Junior e de Leandra Peres, assessora da presidência.

O deputado Celso Russomanno (PRB), candidato à Prefeitura de São Paulo, visitou nesta sexta (26) a Folha. Estava acompanhado dos deputados Marcelo Squassoni (PRB-SP) e Gilberto Nascimento (PSC-SP).


TIROTEIO

O PT vende seu candidato como o civilizador, mas é conivente com o pior em uma campanha: o anonimato covarde.

DE FÁBIO LEPIQUE, dirigente do PSDB em São Paulo, sobre um apoiador de Fernando Haddad ser autor de perfis falsos contra o tucano João Doria.


CONTRAPONTO

Menu

O ministro Geddel Vieira Lima (Secretaria de Governo) estava em um jantar nesta quarta-feira (24) na residência oficial do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM_RJ), quando recebeu uma mensagem pelo celular. Era um jornalista querendo saber a quantas andava o encontro da cúpula do governo para discutir, mais uma vez, a relação do PMDB com o PSDB.

— O jantar está bom? — questionou o curioso.

— Um delícia — respondeu o ministro.

Para encerrar o assunto, Geddel Vieira Lima tirou uma foto da travessa de peixe sobre a mesa e enviou a imagem ao repórter, que não ousou seguir com as perguntas.