Polícia Federal e TSE começam a fazer investigação prévia de doações eleitorais

Por Painel

Candidatos, tremei Policiais federais e analistas do TSE já iniciaram investigações preliminares de doações eleitorais feitas a candidatos a prefeito e vereador. Nesta eleição, as campanhas terão até 72 horas para informar à Justiça Eleitoral que receberam recursos e de quem. Quando houver indício de irregularidade, o pente-fino renderá inquéritos imediatos — antes, eles só eram abertos ao final das eleições. PF e técnicos do tribunal cruzarão dados dos doadores para identificar as movimentações suspeitas.

Barricada O Estado-maior da Lava Jato é unânime: o avanço das investigações sobre setores do Judiciário pode acabar se transformando em um freio na operação.

Unidos pela toga Nos últimos anos, o ministro Dias Toffoli (STF) — citado como suposto alvo de delação da OAS — trocou a relação umbilical que tinha com o PT, algo que o incomodava ao entrar na corte, por sólida amizade com Gilmar Mendes (STF).

Pinky e Cérebro Além de contundente defesa no caso da OAS, o vínculo com Mendes rendeu a Toffoli aproximação com dirigentes do PSDB. Os ministros passaram a se frequentar  depois do julgamento do mensalão.

Marionete, não Um procurador assim reagiu após as críticas de Mendes ao Ministério Público Federal: “Éramos lindos até o impeachment ser irreversível. Agora que já nos usaram, dizem chega”.

Leia mais notas aqui.