Coligação de Doria é impugnada novamente; tucano e candidato do PSD à Câmara são os autores

Por Painel

Mais um A coligação que apoia João Doria à Prefeitura de SP foi impugnada mais uma vez na Justiça Eleitoral. A peça é de Victor Rosa (PSDB) e Alexandre Tirelli (PSD), candidato a vereador.

Desobediente! Eles alegam desrespeito ao estatuto do PSDB, como a falta de anuência da Executiva nacional, e solicitam que Doria suspenda o slogan “Acelera SP”, por se tratar de uma marca do governo Alckmin desde 2011.

Quem, eu? Assim como a outra impugnação, protocolada pelo PT, a atual é assinada por Thiago Boverio, que advoga para o PSD, partido de Andrea Matarazzo. Candidato a vice na chapa de Marta Suplicy (PMDB), Matarazzo diz desconhecer o caso.

Veja bem A campanha de Doria afirmou que “Acelera SP” não guarda relação com slogan “de nenhum governo ou empresa pública”, que uma representação do PSD questionando a marca já foi julgada improcedente e que todas as exigências partidárias foram “rigorosamente atendidas”.

Recuo do recuo Após dizer que a campanha havia desistido de montar um grupo de compliance, Paulo Teixeira, tesoureiro de Fernando Haddad, sustenta que irá resgatar a ideia — os nomes, afirma ele, serão definidos logo.

Simbólico Teixeira diz que há cinco pessoas já trabalhando para aplicar as regras de compliance e o grupo a ser formado irá apenas supervisionar o trabalho.

Leia mais notas aqui.