Itamaraty entende que Congresso deve responder ao questionamento da OEA sobre impeachment

Por Painel

No guichê ao lado O Itamaraty não pretende responder ao questionamento da OEA (Organização dos Estados Americanos) sobre o impeachment. Passou a bola para o Congresso por entender que o Legislativo é o “dono” do processo contra Dilma.

Tô fora O presidente interino recusou pedido de entrevista para seis documentários sobre o impeachment.

Por aqui? Ao encontrar o ex-ministro Romero Jucá na quarta (17), Renan Calheiros cutucou: “Bom revê-lo, saudade da sua atuação parlamentar”. Faz três meses que Jucá deixou o Planejamento, mas segue mais ativo no governo do que no Congresso.

Só em 2017 Henrique Meirelles (Fazenda) foi visto dizendo que, por razões econômicas — e não políticas — este não é o melhor momento para elevar impostos. O ministro, porém, aguarda as estimativas de arrecadação para bater o martelo.

Nada feito Na reunião do governo com a cúpula do Congresso nesta sexta, a equipe econômica deixou claro que a PEC do limite de gastos será “inócua” se saúde e educação forem retirados do cálculo do teto.

E o eleitor? O caráter inegociável nesses dois pontos torna mais difícil a aprovação da proposta. Deputados e senadores temem ser responsabilizados por eventualmente reduzir gastos com ambas as áreas.

Mostra a cara O PSOL vai divulgar nas redes o carimbo de “protetor de Eduardo Cunha” para o líder que não levar sua bancada para votar na sessão de cassação.

Leia mais notas aqui.