Aliados defendem que Dilma se emocione e até chore no julgamento do impeachment

Por Painel

Às lágrimas Dilmistas defendem que a presidente afastada abandone qualquer traço jurídico de seu pronunciamento no Senado e parta para um tom mais emocional.

Abuse da cebola “Olha, tem de chorar e botar todo mundo para chorar”, explanou Roberto Requião em reunião na quarta-feira, segundo alguns participantes. O senador diz que só falou em “abrir o coração”.

Leia mais notas aqui.