Temer se reúne com banqueiros e empresários para tentar evitar que setor privado abandone governo

Por Painel

Fica, vai ter ajuste Michel Temer reuniu-se nesta quarta (10) com banqueiros e grandes empresários para evitar que o setor privado se afaste do governo. No encontro, o presidente interino reafirmou seu compromisso na área fiscal. O gesto ocorre após reclamações do mercado sobre aumentos a servidores e recuos no Congresso. Para os empresários, é preciso insistir em reformas amplas. Um executivo presente disse: “O governo tem de perseguir o binômio senso de urgência e capacidade de entrega”.

Só a nata O grupo de executivos se reuniu separadamente com Temer, Henrique Meirelles e Rodrigo Maia. A comitiva foi integrada por Luiz Carlos Trabuco (Bradesco), Pedro Moreira Salles (Itaú), Jorge Gerdau, entre outros.

Aplica aqui! De acordo com interlocutores, os empresários disseram que há cerca de “US$ 15 trilhões ancorados em juros negativos” no mundo e que a confiança é a “moeda mais barata” do Brasil para atrair dinheiro lá de fora.

Meu niver Michel Temer prometeu fazer o “máximo possível” em dois anos e disse que seu balanço de 90 dias no cargo é positivo.

Essa aí passou Congressistas avaliam que a proposta de emenda constitucional do limite de gastos será bastante desfigurada. Se em um projeto de lei como o da renegociação da dívida dos Estados o governo teve de recuar tanto, imagine no resto, dizem.

Leia mais notas aqui.