Rodrigo Maia dá sinais de que pretende pautar a cassação de Cunha depois de impeachment

Por Painel

Primeira ela Rodrigo Maia dá sinais de que pretende pautar a cassação de Eduardo Cunha depois da decisão sobre o impeachment de Dilma — como defende o Planalto e não como quer a oposição. O presidente da Câmara divulgará nesta quarta o calendário das três próximas semanas de votação. Quer votar projetos e medidas provisórias antes da cassação. A semana de 12 de setembro começa a ganhar a simpatia de líderes partidários. A data, no meio do processo eleitoral, favorece a falta de quorum.

Jurisprudência O PMDB foi ver quantos dias em média um processo de cassação foi votado depois de sua leitura em plenário. O resultado é de 40 a 45 dias, o que, aplicado no caso de Cunha, chegaria ao fim de setembro.

Leia mais notas aqui.