Ministério Público ouve dirigentes partidários em investigação de suposto abuso de poder de Doria

Por Painel

Nem me viu Guilherme Mussi, o presidente do PP paulista, não compareceu ao depoimento no Ministério Público Eleitoral, que investiga abuso de poder político na candidatura de João Doria à Prefeitura de São Paulo.

Simples assim Seu partido assumiu a Secretaria de Meio Ambiente de Alckmin depois de apoiar o PSDB na disputa. Já Laércio Benko, do PHS — que depôs — negou que o governo tenha atuado para que ele abandonasse a candidatura e apoiasse Doria.

Chegamos A Frente Nacional de Luta Campo e Cidade invadiu fazendas de Fábio de Salles Meirelles, presidente da Federação da Agricultura do Estado de São Paulo.

Nem vem O grupo diz que Meirelles mantém um “latifúndio improdutivo”. Sua defesa diz que as áreas são cultivadas e que já enviou documentos ao Incra para mostrar a situação.


TIROTEIO

Michel Temer já conseguiu construir a normalização e a pacificação do Brasil. Ele está preparado para tudo.

DE ELISEU PADILHA, ministro-chefe da Casa Civil, para quem o presidente interino não tem receio de vaias nem de manifestações de setores da esquerda.


CONTRAPONTO

Papa sabe tudo

Durante a Jornada Mundial da Juventude, a verve controladora de Dilma aflorou em patamares estratosféricos. Ela cuidou pessoalmente de detalhes como o esquema de segurança do papa e a alimentação da comitiva do Vaticano.

O evento deu tanto trabalho que, ao encontrar a então presidente, o pontífice brincou:

— Em breve, a senhora colocará a vassoura atrás da porta…

Até hoje Dilma Rousseff diz não saber quem soprou ao papa Francisco a expressão que, no Brasil, traduz o desejo de ver a visita ir logo embora de casa.