Planalto diz que pretende repassar dinheiro a estatais para garantir mais recursos à Olimpíada

Por Painel

Triangulação O Planalto sinalizou que pretende repassar recursos federais a patrocinadoras estatais da Olimpíada para que ampliem o valor de sua cota e o governo consiga, assim, chegar perto dos R$ 250 milhões de ajuda prometidos ao comitê organizador dos Jogos. Diante da falta de dinheiro, pelo menos duas das empresas — Correios e Embratur — receberam a promessa de que terão injeção extra de recursos. Inicialmente, foram prometidos R$ 50 milhões de cada, mas a cifra repassada deve ser bem menor.

Cheque sem fundos À primeira sondagem, o Ministério da Cultura sinalizou que poderia dar cerca de R$ 30 milhões via Embratur – o valor, porém, será inferior. A Petrobras, R$ 15 milhões. Os Correios disseram que não poderiam dar nada a mais.

Comigo não O assunto ainda não passou pela cúpula da equipe econômica. O Ministério da Fazenda teria grande dificuldade em autorizar uma injeção de recursos nos Correios, via Tesouro Nacional.

Se está na chuva… Entre ministros de Michel Temer, a discussão já não é se vai haver vaias durante a cerimônia de abertura, mas qual será a intensidade e a duração. Acham que mesmo o “abafa vaia” — som alto logo após sua fala — pode só adiar a agonia.

Leia mais notas aqui.