Celso Russomanno perde o apoio de PTN, que fecha acordo com João Doria

Por Renata Agostini

O PTN decidiu romper com Celso Russomanno (PRB) e irá apoiar a campanha de João Doria (PSDB) a prefeito de São Paulo. O anúncio oficial será feito nesta quinta-feira (28). O tucano tem agora o apoio de outros doze partidos.

Na convenção do PRB no domingo (24), a logo do PTN chegou a estampar os banners que decoravam o local. Nos bastidores, contudo, as negociações entre as duas siglas ainda seguiam.

Integrantes da campanha do deputado não escondem o desconforto com o assédio dos tucanos a partidos próximos da sigla.

A decisão do PRB de escolher Robson Tuma como vice provisório e depois colocar Marlene Machado, do PTB, na chapa de Russomanno trouxe incômodo ao partido. A legenda exigia ainda que houvesse coligação na disputa para a Câmara dos Deputados em 2018 em troca do apoio, o que fora rechaçado pela cúpula do PRB.

Hoje com 13 deputados, o PTN foi um dos partidos que mais cresceram na janela partidária. Com a adesão à chapa de João Doria, a legenda espera conseguir apoio da sigla em outras cidades em que têm candidato próprio.