Para aliados, Lula seguirá atacando Temer, mas aceitará proposta de diálogo

Por Painel

À mesa Quem conhece a cabeça do ex-presidente Lula afirma que ele seguirá fustigando Michel Temer no palanque, mas aceitará o canal de diálogo que o peemedebista tem sugerido que vai abrir depois do impeachment.

Em avaliações internas, como mostrou a coluna no início de julho, o presidente interino voltou a mencionar a necessidade de procurar a oposição para dialogar, mas repetiu que ainda não é o momento. Vai esperar o desfecho do impeachment.

A avaliação é que o Planalto precisa de uma interlocução mínima com organizações sociais lideradas pelo PT para conseguir votar pautas delicadas no Congresso Nacional.

Leia mais notas aqui.