Antes reticente sobre destino de Russomanno no STF, cúpula do PRB decide endossar candidatura

Por Painel

Dobrou a aposta Antes reticente, a cúpula do PRB decidiu endossar a candidatura de Celso Russomanno a prefeito de São Paulo e aliviar a pressão para que ele abandone a disputa antes da decisão do STF que pode impedi-lo de concorrer. O partido avaliava que ele poderia negociar condições mais vantajosas para apoiar um rival se abrisse mão agora. A nova posição foi reforçada pelo distanciamento entre o deputado e o PSDB, motivado pela abordagem agressiva dos tucanos a siglas que ele cortejava.

Pote de mágoa A possibilidade de que PSDB e PRB se unam em eventual segundo turno é vista como improvável. Cresce a pressão para que o PRB deixe a Secretaria de Esporte no governo Alckmin.

No jogo Apesar do logo do PTN na convenção de Russomanno, Renata Abreu, presidente do partido, tem dito que o apoio está “em aberto”. A legenda ficou irritada por ter sido preterida da vice.

Desacelera Principal cabo eleitoral de João Doria (PSDB), Geraldo Alckmin tende a reduzir suas aparições ao lado do empresário — a avaliação do governador não é das melhores na capital.

Se der Alckmin disse à coluna que vai atuar “nos finais de semana ou quando não houver conflito de agendas”.

Leia mais notas aqui.