PT quer reeditar caravanas de Lula na periferia de SP para impulsionar Haddad

Por Painel

Lula vem aí Sem recursos para impulsionar a campanha de Fernando Haddad à reeleição, o PT quer usar a figura de Lula para reacender a militância nas periferias da capital paulista. O partido prepara uma espécie de “caravana” do ex-presidente por bairros do extremo sul e extremo leste da cidade na tentativa de reabilitar a ligação com eleitores. A sigla avalia que precisa se contrapor às figuras de Marta Suplicy (PMDB) e Luiza Erundina (PSOL), que têm presença forte nos bairros mais pobres.

Cinturão Lula também deve servir de cabo eleitoral em municípios da Grande São Paulo “de perfil mais popular”, onde o ex-presidente tem mais influência.

Poxa, que pena Dilma foi convidada, mas disse que não poderá comparecer à convenção de Fernando Haddad. Ficou de enviar uma mensagem.

Repeteco Mantendo a candidatura a prefeito, Andrea Matarazzo (PSD) deve seguir com chapa “puro-sangue”. Nesse cenário, sua vice seria Alda Marco Antônio.

Vai encarar? A interlocutores, Matarazzo desabafou: “Estou brigando contra prefeito, governador e presidente da República ao mesmo tempo”, referindo-se aos rivais Haddad (PT), Doria (PSDB) e Suplicy (PMDB).

Digo sim Apesar de já rodar a periferia em pré-campanha, Marta descarta se licenciar do Senado até o impeachment. Faz questão de votar contra Dilma Rousseff.

Na tela e na rua O plano de governo da peemedebista está quase pronto. Uma proposta é a criação de aplicativo para o agendamento de consultas e exames. Outra, a ampliação do orçamento das subprefeituras para que deixem de ser “zeladorias”.

apode2307painell

Fez a Marilyn Por obra de João Doria, Bruno Covas (PSDB) teve de ficar escondido numa salinha por 1h30 antes de ser formalizado como vice. O suspense fez um tucano brincar: “Só faltou pedirem para ele sair de dentro de um bolo cantando ‘Happy Birthday, Mister Mayor’”.

Leia mais notas aqui.