Brasil fará mais quatro operações de combate às drogas em conjunto com Paraguai até fim do ano

Por Painel

De perto O ministro Alexandre de Moraes (Justiça) acertou com o governo paraguaio um calendário de operações conjuntas para combate a drogas, especialmente a maconha. Serão quatro ações no segundo semestre.

Turma do fundão Michel Temer editou decreto permitindo que não diplomatas possam ocupar altos cargos de chefia no Itamaraty. Eles formarão um novo grupo de apoio a José Serra.

É nóis Deputados do PMDB que defendem Marx Beltrão (PMDB-AL) para o Turismo acham que ele perdeu força ao ser vinculado apenas ao presidente do Senado. “Não recusamos apoio do Renan, mas não abrimos mão da paternidade”, diz Carlos Marun, vice-líder da sigla.

Na boca do povo Poucas vezes o Senado viu uma lavada tão grande nas enquetes que faz sobre projetos de lei quanto a da proposta que pune abuso de autoridades. O placar está perto de 15 mil a 200 contra o texto patrocinado por Renan Calheiros.

Quinta coluna Tem petista animado com a possível conversa entre Lula e Temer — algo que só deve ocorrer após o impeachment. Parte da bancada defende que o PT não se isole — votando com o governo em alguns projetos.

Pelo ralo Uma das apostas dos Correios para cortar gastos é procurar abusos no plano de saúde dos funcionários, que consome R$ 2 bilhões por ano. Também entrou no radar da empresa os R$ 5 milhões gastos em reformas de escritórios da estatal.


TIROTEIO

Do jeito que a coisa vai, o próximo passo dos tucanos será propor pedágio em plena cidade para táxis e bicicletas.

DO DEPUTADO PAULO TEIXEIRA (PT-SP), tesoureiro da campanha de Fernando Haddad, sobre João Doria querer privatizar corredores de ônibus.


CONTRAPONTO

Os números não mentem

Presidente do PT paulistano, o vereador Paulo Fiorilo trocou um telefonema com seu companheiro de Câmara Andrea Matarazzo (PSD), que vem sofrendo ataques especulativos para abandonar a candidatura à Prefeitura de São Paulo em favor da peemedebista Marta Suplicy.

Ao digitar, o petista se deu conta de que o telefone de Matarazzo tem duas vezes o número 15 — justamente o que identifica o PMDB nas urnas. Quando o colega atendeu, Fiorilo brincou com os números do PSD e do PSDB:

— Nenhum 55 e nenhum 45. Isso parece até um sinal!

Andrea entrou no jogo e se divertiu:

— E olha que eu tenho esse número há tanto tempo…

Leia mais notas aqui.