Apesar de candidatura de Matarazzo, PSD e PMDB negociam chapa para eleger vereadores

Por Painel

Morreu de velho Dirigentes do PSD repetem como mantra que Andrea Matarazzo só não será candidato se não quiser, mas já tratam de coligação com o PMDB. Uma das exigências é a aliança na chapa para vereadores.

Sem fundos Aliados de Matarazzo receberam sinalizações que sua campanha não deve receber recursos do fundo partidário. A prioridade do PSD seria a eleição para deputados federais em 2018.

Sob análise Oficialmente, porém, ainda não há definição da sigla. O PSD diz que criará uma comissão para avaliar a melhor maneira de apoiar os candidatos.

Não disse qual A ausência de “cabeças brancas” na convenção de João Doria vem rendendo piadas entre tucanos. Candidato a vereador, Daniel Annenberg tem dito que FHC irá. Refere-se a Fernando Henrique Clemonesi, voluntário de sua campanha.


TIROTEIO

Temos de tirar a greve do calendário. A empresa não aguenta mais prejuízo. Agora, a greve seria salvo-conduto à privatização.

DE GUILHERME CAMPOS, presidente dos Correios, sobre a ameaça de paralisação por parte dos funcionários da estatal.


CONTRAPONTO

Golpista mirim

No evento de posse dos novos integrantes do Conselho Nacional de Educação, o ministro da Educação, Mendonça Filho (DEM), foi alvo de manifestantes que o criticavam e o chamavam de golpista — antes de assumir o cargo, fora um dos deputados que votaram a favor do impeachment de Dilma Rousseff.
Para a cerimônia, o ministro levou alguns de seus principais assessores. Entre eles, estava Felipe Sigollo, secretário-executivo adjunto, de 1,6m. Ao perceber a presença do assessor, os manifestantes dispararam:
— Ministro golpista! Ministro golpista! E esse aí ao seu lado… é um golpistinha!

Leia mais notas aqui.