Para ministro dos Transportes, presidente da Azul quer barrar aumento da concorrência no setor

Por Painel

Som e fúria A entrevista do presidente da Azul não pegou nada bem na Esplanada. “Fim da picada é o presidente de uma companhia com capital 100% titulado por estrangeiros pretender dar opinião sobre o que o Brasil deve ou não fazer”, diz um palaciano.

Estou te sacando O ministro dos Transportes, Maurício Quintella, também reagiu. “Acho natural que uma empresa aérea que opera sem concorrência na maioria de suas rotas não queira abrir o mercado para mais concorrência”, ironizou o ministro.

Leia a íntegra da coluna aqui.