“Thomás Turbando” paga a conta de Cardozo em restaurante e deixa bilhete zombeteiro

Por Painel

Um gaiato pagou a conta de restaurante do ex-ministro José Eduardo Cardozo nesta segunda-feira (27).

Autor da defesa de Dilma Rousseff na Comissão do Impeachment, Cardozo almoçava no restaurante Oliver, em Brasília, com o também ex-ministro Luís Inácio Adams.

Ao pedir a conta, os dois foram informados de que um cavalheiro já havia pago a fatura. O sujeito anônimo deixou apenas um bilhete:

“Cardozo, uma cortesia do ilustre jurista Thomás Turbando. Abr.”

WhatsApp-Image-20160627

“Thomás Turbando” foi o nome citado, por engano, por Cardozo em uma das sessões da Comissão do Impeachment. O nome do jurista fictício resulta em uma cacofonia e a equipe de Cardozo resolveu fazer uma brincadeira incluindo a citação em um dos documentos da CPI. O papel, porém, não era para ter sido levado à sessão, mas foi incluído por engano pelo advogado de Dilma. Sem querer, Cardozo acabou fazendo menção ao “ilustre jurista Thomás Turbando”. O vídeo logo se tornou um viral na internet.

A conta paga por “Turbando” nesta segunda custou cerca de R$ 300,00.