Tropa de choque de Cunha passa a defender que o deputado renuncie para evitar eventual cassação

Por Painel

No limite Aliados muito próximos de Eduardo Cunha passaram a defender de forma veemente que ele renuncie à presidência da Câmara para salvar seu mandato.

É o jeito No roteiro pensado por três membros de sua “tropa”, ele abriria mão do cargo após o Conselho de Ética derrotar o relatório que pediu sua cassação. Seria a única forma de conseguir os 257 votos em plenário e aprovar uma pena mais branda.

Nem pensar Eduardo Cunha manda às favas qualquer um que lhe sugira a renúncia.