Visto por Temer como único trunfo do governo, Meirelles já acumula poder na equipe do vice

Por Painel

Todo poderoso Com uma coleção de recuos na política, Michel Temer aposta todo o seu estoque de fichas em Henrique Meirelles. Visto pelo Palácio do Jaburu como único trunfo para virar o governo e cristalizar expectativas no setor privado, o virtual ministro da Fazenda já acumula poder na equipe do vice. Em poucos dias, conseguiu calar o PMDB. Pediu, e foi atendido, para que ninguém mais, nem mesmo os amigos mais próximos de Temer, se arvorassem a falar de economia.

Tá explicado Um colaborador de Temer notou que, de segunda a sexta da semana passada, 20 medidas diferentes, algumas conflitantes, foram vazadas à imprensa por emissários do vice — de concessões públicas a mudanças nas leis trabalhistas.

Vale o desgaste Com o ministério passando muito longe da prometida equipe de notáveis, Temer tenta conquistar na Câmara uma base aliada de 400 deputados.

Quanta demora A Câmara recebeu novo pedido de cassação de Dilma. Roque Saldanha, que se intitulou “locutor, apresentador, repórter investigativo e também homem da roça”, afirmou estar cansado de ouvir falar de impeachment e “até agora nada”.

Que fauna é essa Saldanha acusa o PT de ser autor das “maiores jogadas sujas” em campanhas. E encerra o ofício com um pensamento exótico: “Jacaré comigo nada no seco e macaco aprende a fazer a barba”. Eduardo Cunha arquivará o pedido.

Encontro marcado Michel Temer combinou um encontro com o governador Geraldo Alckmin. Quer saber se o tucano libera o secretário Alexandre de Moraes para o Ministério da Justiça.

Campo minado Quem está cuidando da composição do segundo e terceiro escalões da futura gestão tem se impressionado com a quantidade de indicados que os deputados que votaram pelo impeachment tinham na Esplanada.

Todos comigo A presidente Dilma Rousseff pleiteia junto a Renan Calheiros a manutenção de todo o seu gabinete atual.

Limites O chefe do Senado soltará um decreto legislativo estabelecendo a que um presidente da República afastado tem direito.

Bilhões à vista A Petrobras vai fechar mais duas grandes vendas. Uma delas deve ser a de sua malha de gasodutos. Técnicos próximos às negociações dizem que as operações renderão cerca de US$ 4 bilhões.

Pressão O lobby da indústria elegeu novo alvo: Pedro Vilela (PSDB-AL), presidente da Comissão de Relações Exteriores. A CNI quer que ele acelere a tramitação de acordos feitos em 2015 e empacados por lá.

Leitura comparada A área jurídica do PSDB identificou que, no pedido de investigação contra Aécio Neves, a PGR omitiu trecho em que Delcídio do Amaral diz não ter conhecimento real sobre o envolvimento do tucano em irregularidades.

Quero ver bombar Dilma pediu que assessores inundassem as redes sociais com vídeos da defesa feita por seus ministros na comissão do impeachment.

temerlavajato

Postinho Jaburu De Silvio Costa (PT do B-PE), sobre a composição do novo governo: “Temer não está querendo montar um ministério, mas, sim, um posto de gasolina. Só tem gente da Lava Jato”.

Derrota de Pirro A decisão judicial que obrigou o Rio a pagar aposentados deu um alívio ao governador Francisco Dornelles (PP) e 25 secretários. Todos receberam salários atrasados.

Tem dó de mim O BB pediu 10% de aumento na remuneração para a gestão dos programas sociais de SP. Alckmin pede para congelar.


TIROTEIO

Precisou o impeachment chegar na porta de Dilma para ela voltar a pensar no trabalhador. Até que o processo não foi tão ruim assim.

DE JOÃO CARLOS GONÇALVES, secretário-geral da Força Sindical, sobre o pacote de bondades apresentado por Dilma Rousseff no 1º de Maio.


CONTRAPONTO

Meu vice decorativo

Logo após ser nomeado presidente da Comissão de Trabalho, Administração e Serviços Públicos da Câmara, o deputado Wolney Queiroz (PDT-PE) começou a discorrer sobre a relação de amizade que mantém há duas décadas com Orlando Silva (PC do B-SP), eleito primeiro vice-presidente do colegiado.
Enquanto fazia seu discurso de posse, Queiroz foi interrompido pelo colega.
— Serei um vice leal, que nunca vai conspirar contra o seu presidente! — garantiu Silva.
Ninguém se conteve. Até aliados do vice-presidente Michel Temer caíram na gargalhada.