Concessionárias dos maiores aeroportos do país pedem para suspender pagamentos

Por Painel

Pepino à vista O plano de Michel Temer de usar as concessões de aeroportos como cartão de visita de seu governo sofreu um duro revés. Em 29 de abril, concessionárias de alguns dos maiores aeroportos do país pediram à Anac, que regula o setor, a suspensão de pagamentos e a renegociação de contratos. As empresas que tocam Guarulhos, Viracopos, Galeão, Confins, Brasília e Natal dizem não ter como pagar agora os cerca de R$ 2,5 bilhões estimados para este ano. Culpam a recessão e a falta de crédito.

Realismo Renan Calheiros colocará logo em votação o projeto que impõe limite para a dívida pública e a proposta que dá autonomia ao Banco Central. Mas não vê espaço para aprovar a reforma da Previdência este ano.

Aceita, vai O vice ofereceu Minas e Energia ao presidente do Senado, que preferiu não indicar ninguém.

Desandou O PSDB também recusou a pasta das Cidades. Governadores tucanos desistiram de visitar Temer no Jaburu nesta terça (3) para demonstrar insatisfação com o perfil do novo governo.

Insisto Temer descartou Antônio Cláudio Mariz de Oliveira na Justiça, mas quer o amigo em outra vaga. Um destino possível é a Defesa.

Muda o disco O discurso do golpe usado por Dilma até aqui não será suficiente para atravessar o deserto do afastamento. Auxiliares quebram a cabeça para rechear o argumento da presidente.

Quem diria Ao saber do pedido de Rodrigo Janot, um palaciano lamentou: “Ela foi pressionada a parar a Lava Jato e resistiu. Agora, enfrenta um pedido de investigação por obstrução de Justiça”.

Strike O Planalto aposta no arquivamento da ação, mas reconhece que a investida da Procuradoria-Geral da República deve influenciar a votação do impeachment.

Poderio militar Quanto maior a margem de votos contra Dilma, maior a noção de que o julgamento final é irreversível. Por isso o Palácio do Jaburu trabalha para ter ao menos 54 senadores favoráveis à deposição.

Significa? A transferência de presos da Lava Jato para outra unidade em Curitiba e o pedido de investigação contra a cúpula do Planalto assustaram petistas. Quando a PF esvazia suas celas, há nova fase da Lava Jato à vista.

Fratricídio A guerra entre Polícia Federal e Ministério Público voltou à vida. E pode sobrar para a Lava Jato. A PF se articula para reagir ao pedido de Rodrigo Janot por exclusividade nos acordos de delações premiadas.

Eu tenho a força Delegados sustentam que poderes excessivos aos procuradores provocarão desequilíbrios e enfraquecem inquéritos. Já os procuradores veem exagero na grita dos colegas.

Deixe estar Michel Temer não pretende, por ora, mandar novo projeto de revisão da meta de superavit. O trabalho será para aprovar o enviado por Dilma, que prevê deficit de R$ 96,7 bilhões neste ano.

araujo

Lacrou A ascensão do tucano Bruno Araújo (PE), autor do voto decisivo pelo impeachment, chamou a atenção na Câmara. “Virou celebridade”, reclama um colega.

Olha ele Com a simpatia de Eduardo Cunha, o centrão trabalha para emplacar André Moura (PSC-SE) como líder do governo na Câmara.

Bateu Marta Suplicy, candidata à prefeitura de SP, alfineta o adversário: “Haddad faz o mesmo que Dilma, mas às avessas. Ela gasta o que não tem, ele propõe reduzir investimentos em 56%”.

Levou “A senadora não aprendeu a diferença entre Lei Orçamentária e Lei de Diretrizes Orçamentárias, o que explica o final melancólico de sua gestão como prefeita”, devolveu Nunzio Briguglio, secretário de Comunicação do prefeito petista.


TIROTEIO

Dilma vai é montar um bunker para se esconder da população, pois está com vergonha pelos milhões de desempregados.

DO DEPUTADO BRUNO COVAS (PSDB-SP), sobre a expectativa de petistas de que, depois de afastada, Dilma transforme o Alvorada em ponto de resistência.


CONTRAPONTO

Pão (de queijo) e circo

Ao deixar o almoço com o vice-presidente Michel Temer, o senador Aécio Neves (PSDB-MG) não limitou suas críticas à cara do ministério que o peemedebista prepara para quando assumir o Planalto. Dirigindo-se aos repórteres que o aguardavam no bloqueio antes da portaria do Palácio do Jaburu, questionou:
— Vocês estão nesse sol? Não tem sombra por aqui?
Informado pelos jornalistas de que não tinham acesso nem a água nem a banheiro no canteiro anterior ao bloqueio, o senador voltou a se apiedar da imprensa:
— É porque o governo não é tucano. Se fosse, teria até pão de queijo!