PSDB reprova desenho inicial do ministério de Michel Temer

Por Painel

Bicho de sete cabeças O PSDB mandou um recado ao Palácio do Jaburu nesta segunda (2): o desenho preliminar da Esplanada parece aquém da equipe de notáveis prometida por Michel Temer. “A cara desse ministério está ficando esquisita. O nariz está no lugar da boca; os olhos, no queixo”, repara um dirigente. Tucanos começam a reclamar da família do noivo antes mesmo do matrimônio. Nas últimas 72 horas, voltou a crescer a tese de que o melhor seria oferecer ao PMDB apenas apoio no Congresso.

Toma meu filho O plano do vice-presidente de empurrar ministros de sua cota para partidos aliados — as chamadas barrigas de aluguel — ainda não vingou.

Tentativa e erro O PRB, ligado à Universal, não topou tal acerto. Recusou-se a apadrinhar o especialista Roberto Rodrigues na Agricultura. Acabou recebendo a oferta do Ministério da Ciência e Tecnologia, setor que reagirá à vinculação com uma igreja.

Negócio fechado O partido indicou Marcos Pereira, presidente nacional, para a pasta. Ele e Temer jantaram no Jaburu nesta segunda.

Plim-plim O vice planeja um pronunciamento em rede nacional após o afastamento de Dilma. Integrantes do PMDB já pensam no formato e no tom do discurso.

Sem dar na vista Dilma Rousseff chamou os dirigentes de CUT e MST para uma nova rodada de conversas sobre eleições presidenciais nesta segunda.

Melhor não Por falta de apoio no PT e nos dois principais movimentos sociais de sua base, a presidente tirou, por ora, o pé da barca das “Diretas Já”, garantem auxiliares palacianos.

kassab

Geni Gilberto Kassab virou alvo dos que se acotovelam por espaço no novo governo. Dizem que ele foi Dilma até os 48 do segundo tempo e não merece algo do tamanho do Ministério das Cidades.

Pronto Um aliado defende: “Ele já conhece a pasta. Pode chegar inaugurando obra”.

Quem toca Se o governo Dilma não abrir os leilões de concessões dos aeroportos até a semana que vem, quando o Senado decide seu afastamento, Michel Temer pretende fazer do lançamento o cartão de visitas de sua aproximação com o setor privado.

Granero Dilma já transferiu arquivos e objetos pessoais para o Palácio da Alvorada, onde pretende ficar após o afastamento pelo Senado. Alguns auxiliares também sugeriram a Granja do Torto como opção de morada.

Afônico A presidente telefonou para Lula no domingo, mas só conseguiu falar com dona Marisa, que informou que o marido estava sem voz, descansando.

Enxugando A Petrobras calcula que pelo menos 6 mil dos 12 mil empregados aptos a se aposentar agora serão cortados no programa de demissão voluntária. A estatal tem hoje cerca de 78 mil funcionários.

Café com leite Interlocutores de Temer no mundo jurídico dizem que o vice convive com um dilema tucano. Se deixar Alexandre de Moraes fora da Justiça, melindraria Geraldo Alckmin. Se preterir Carlos Velloso, poderia irritar Aécio Neves.

Todos nós Aécio, a propósito, deve levar todos os governadores do partido para um encontro com o vice após a reunião da Executiva nesta terça (3).

Em campanha Alckmin começou a circular com seu candidato à Prefeitura de SP. Levou, pela primeira vez, João Doria a tiracolo a um evento oficial nesta segunda.

Ruim para quem? O lobista Milton Lyra, o Miltinho, enrolado com a Lava Jato, abriu nesta segunda (2) as portas de sua casa para a apresentação de uma designer de joias. Sua mulher, Daniela, organizou o evento.


TIROTEIO

Só mesmo o Tom Cruise conseguiria. Estamos definitivamente diante de uma missão impossível.

DE ERICK WILSON PEREIRA, presidente da Comissão de Direito Eleitoral da OAB, sobre a intenção de Dilma de antecipar as eleições presidenciais no país.


CONTRAPONTO

Me inclua fora dessa

José Carlos Araújo (PR-BA), presidente do Conselho de Ética, contava aos colegas as dificuldades impostas pela presidência da Câmara para liberar passagens às testemunhas convidadas a depor no caso contra Eduardo Cunha (PMDB-RJ). Ao ouvir o relato, o deputado Ivan Valente (PSOL-SP) exasperou-se.
— Para trazer o Júlio Camargo, testemunha importantíssima, até banco do meu bolso! — afirmou.
Chico Alencar (PSOL-RJ) retrucou de pronto:
— Devagar, Ivan. Como no PSOL tudo é compartilhado, se bobear, acabaremos pagando a viagem de um empresário que, só em propinas, movimentou milhões!