PMDB prepara a expulsão de deputados que votarem contra impeachment de Dilma

Por Painel

Rédea curta O PMDB prepara a expulsão de todos os deputados que votarem contra o impeachment ou faltarem à sessão que definirá o futuro de Dilma Rousseff. O fechamento de questão, que será decidido pela Executiva na próxima semana, é planejado como o último grande fato para impulsionar a deposição. O estatuto permite que o partido obrigue seus deputados a seguir uma posição se houver maioria na Executiva e nas bancadas. A ala governista promete ao Planalto entregar 25 dos 67 votos.

Deixa a vida me levar A estratégia ainda não é tratada abertamente pelos caciques.

Trunfo A bancada do PMDB tem cerca de dez candidatos a prefeito, que não podem perder a filiação de jeito nenhum, sob pena de não conseguirem concorrer nas eleições de outubro.

Entre nós Os líderes dos partidos pró-impeachment de Dilma fecharam um acordo para proteger Michel Temer. Não indicarão os representantes para a comissão que analisaria o pedido de deposição do vice-presidente da República.

Nada feito Sem a apresentação dos nomes à Câmara, a instalação do colegiado não prospera, e o processo contra Temer não anda.

realmadrid

Olho no lance Enquanto o deputado Jovair Arantes (PTB-GO) recomendava, nesta quarta (6), o impeachment de Dilma, um grupo de 20 deputados se acotovelava no cafezinho da Câmara de olho no jogo do Real Madrid pela Liga dos Campeões da Europa.

Última que morre O empreiteiro Marcelo Odebrecht faria um exame de sangue nesta sexta (8), mas preferiu adiar a data do teste para a semana que vem na esperança de sair da prisão no julgamento de seu habeas corpus.

Crachá Em seu projeto sobre fundos de pensão, o senador Aécio Neves proibirá dirigentes partidários de assumirem cargos nessas instituições. Militantes só poderão atuar nos fundos se tiverem deixado a estrutura partidária em prazo superior a dois anos.

Entendam-se Os estrangeiros seguem interessados no país, mas nada andará até que a crise política se resolva, de acordo com executivos que participaram de um fórum sobre investimentos do Bradesco BBI, em São Paulo.

De olho A percepção geral é que a saída para a crise brasileira virá da retomada dos projetos de infraestrutura e que, com o fim do imbróglio político, as condições dos leilões irão melhorar.

Empurrão O governo editará nos próximos dias o decreto que facilitará o uso de debêntures (títulos de dívida das empresas) no programa de concessão. A ideia é melhorar as possibilidades de financiamento das obras.

Não deu A equipe econômica irá cancelar o edital de um dos trechos da BR 153 por falta de interessados no leilão. Com isso, o governo deve relicitar a obra dentro de melhores condições. A decisão será formalizada em breve.

Deu bolo A Frente Brasil Popular cancelou ato no Vale do Anhangabaú no sábado (9). Motivo: Lula desistiu de comparecer. O ex-presidente deve seguir para o Recife.

Sigamos A entidade planeja outros eventos até a votação do impeachment. No dia 15 de abril, quer fechar estradas e fábricas pelo país.

Não dá A Corregedoria da PM no DF pediu ao Conselho Tutelar que compareça aos protestos contra o impeachment. Diz que crianças têm sido usadas como “escudos” contra a ação da polícia.

Sua vez Gilmar Mendes, que palestrou em Portugal, receberá na quinta (7) Nuno Piçarra, da Universidade de Lisboa, para falar sobre a Constituição portuguesa no IDP de São Paulo.

Visita à Folha Edson Arantes do Nascimento, Pelé, visitou ontem a Folha.


TIROTEIO

O governo instituiu, além do cheque pré-datado, o carnê das Casas Bahia para distribuir cargos. Baita expansão de crédito!

DO SENADOR ROMERO JUCÁ (PMDB-RR), presidente do PMDB, sobre Dilma apenas nomear os novos ministros aliados após a votação do impeachment.


CONTRAPONTO

Onde os calvos não têm vez

Senadores do PT aproveitavam uma reunião de bancada para fazer uma análise das últimas manifestações de rua contra o impeachment de Dilma. Lindbergh Farias (RJ) era o mais entusiasmado do grupo. Dizia que a presidente estava, enfim, conseguindo o apoio da esquerda.
— Estava muito preocupado. Via aquela rapaziada cabeluda, universitária, nas manifestações dos coxinhas. Me dava uma agonia danada! — disse Farias.
José Pimentel (CE), que ouvia com atenção, comentou: — Se o critério for esse, eu e Donizeti Nogueira então somos altamente dispensáveis nas passeatas!
Motivo: ambos os petistas são calvos.