TSE dirá que siglas não estão impedidas de lançar candidatos em cidades onde não têm diretório

Por Painel

Fica como está Em reunião com advogados dos principais partidos, ministros do TSE prometeram explicitar em breve que as agremiações não estarão impedidas de lançar candidatos nas cidades onde não possuam diretório registrado. No encontro, o presidente da corte, Dias Toffoli, avaliou que houve um erro de interpretação da resolução publicada em dezembro. Dos oito partidos que mais elegeram prefeitos em 2012, sete ficariam sem candidatos em capitais. Só o PT participaria de todas essas disputas.

De fora Se o entendimento não for alterado, ACM Neto (DEM), em Salvador, e Geraldo Julio (PSB), no Recife, ficarão impedidos de tentar a reeleição. O PMDB também não poderá lançar um sucessor a Eduardo Paes, no Rio.

Solução Dos três maiores, o PSDB seria o mais prejudicado: não poderia se lançar em nove capitais.

Lula lá Depois de muitas idas e vindas, o ex-presidente Lula concordou em gravar o programa do PT que irá ao ar em 23 de fevereiro.

apode1702painell (1)

Espírito olímpico “Estão fazendo uma verdadeira caçada ao Lula como se ele fosse uma medalha de ouro a ser conquistada”, diz o senador Jorge Viana (PT-AC).

Deixem disso O senador Aécio Neves (PSDB-MG) defende que questões familiares fiquem fora da disputa política e não subscreve a ofensiva do partido para indiciar, na CPI do BNDES, a mulher do governador de Minas, Fernando Pimentel (PT).

Circo armado O ministro Marcelo Castro (Saúde) tem as boas-vindas garantidas no Congresso. O Solidariedade promete recepcioná-lo com uma chuva de mosquitos Aedes aegypti de papel caso ele decida votar na eleição para líder do PMDB.

Sobrou gente No fim do dia, aliados de Leonardo Picciani (RJ) diziam ter até 45 votos para a liderança do partido na Câmara. O grupo do rival Hugo Motta (PB) falava em ao menos 39. O problema é que só há 69 deputados aptos a votar.

Vai começar O prefeito de SP, Fernando Haddad (PT), começará a pré-campanha à reeleição no dia 5 de março, na zona sul da cidade. Será o primeiro de nove encontros programados com filiados e militantes do partido.

Kit defesa A equipe de Haddad distribuirá um “guia” para que a militância saia em defesa do petista nas ruas. O material trará um levantamento com as promessas cumpridas e os principais feitos de sua gestão.

Prove O pré-candidato tucano João Doria protocolou nesta terça (16) representação no PSDB contra o vereador Adolfo Quintas, que o acusou de comprar militantes. O empresário pede que o partido instaure procedimento disciplinar e que o correligionário prove as acusações feitas.

Assim não dá Na segunda (15), em jantar de apoio a Andrea Matarazzo, também pré-candidato tucano à Prefeitura de SP, aliados sentiram falta de FHC. Ao receber um telefonema, o ex-presidente lamentou: achou que o evento estava marcado para o dia seguinte.

Olha lá Na reunião com líderes aliados, Dilma usou relatório recente do FMI para dizer que a lenta recuperação da economia também é culpa da incerteza gerada pelas investigações da Lava Jato.

Assuntando O diretor-geral da OMC, Roberto Azevêdo, virá ao país em março para falar com o governo e o empresariado. Quer saber das ambições do Brasil depois que a organização fechou acordo para pôr fim a subsídios agrícolas. Ele seguirá depois para encontro com o argentino Mauricio Macri.

Que tal? Comércio eletrônico, investimentos e participação de pequenas e médias empresas no comércio global são temas que podem entrar na pauta da OMC.


TIROTEIO

Não negociei absolutamente nada para entrar para o PPS. Depois de assinar a ficha é que vou colocar meus pontos.

DE CRISTOVAM BUARQUE (DF), senador e ex-ministro da Educação, sobre sua decisão de deixar o PDT para ingressar no novo partido.


CONTRAPONTO

Vem todo mundo

Em audiência da Comissão de Fiscalização, senadores debatiam requerimento de Ronaldo Caiado (DEM-GO) pedindo a convocação do ministro da Saúde, Marcelo Castro (PMDB), para falar sobre a zika.
O senador Otto Alencar (PSD-BA) sugeriu incluir na convocação o ex-titular da pasta, Arthur Chioro.
Caiado concordou de imediato:
— Sem problemas. Podemos, inclusive, deixar em aberto para convocar o futuro ministro também, já que o cargo ficou vago hoje — brincou, em referência à notícia de que Castro reassumiria o posto de deputado para votar na eleição do líder da bancada do PMDB.