Alckmin fecha acordo com indústria da cerveja e reduz aumento de ICMS

Por Thais Arbex

Diante da possibilidade de não conseguir aprovar o projeto que aumenta o ICMS da cerveja na Assembleia paulista, o governador Geraldo Alckmin fez um acordo com os empresários do setor e diminuiu o aumento do imposto do produto, de cinco para dois pontos percentuais. Com a nova proposta, o imposto aumentará de 18% para 20%. O governador manteve, no entanto, a cobrança de alíquota adicional de 2% para abastecer o Fundo de Combate à Pobreza.

Embora também venha sofrendo pressão da indústria de cigarro, Alckmin não alterou a proposta de aumento de 25% para 30% no ICMS sobre o fumo.

O governo paulista diz, em nota, ter tomado a decisão, “após ter obtido das indústrias produtoras de cerveja um compromisso de manutenção de empregos, da capacidade instalada e do volume de investimentos no Estado de São Paulo”.  Afirma ainda que “a indústria buscará ainda absorver o aumento do tributo com ganhos de produtividade e de eficiência, diante das boas condições de competitividade do Estado de São Paulo, em especial de uma tributação estadual mais baixa sobre insumos, como combustível e eletricidade”.