Ministro da Fazenda não é contra aumento da Cide, diz a interlocutores

Por Painel

Plano B Em conversas reservadas, o ministro da Fazenda, Joaquim Levy, argumenta não ter nenhum problema com a proposta de aumento da Cide, mas pondera, por outro lado, que não dá para ir “torrando o imposto sem mais nem menos”. A interlocutores, o chefe da equipe econômica costuma dizer que a “Cide é uma “questão de momento”. O governo só não assume a elevação do tributo como plano B porque teme enfraquecer sua campanha pela aprovação da CPMF no Congresso.

Pensando longe A Comissão Mista de Orçamento discute admitir os R$ 57 bilhões de dívidas com as pedaladas mas só considerar parte dela para efeito de cálculo do deficit primário.

Pedala mais O restante da dívida seria jogado para 2016 como restos a pagar. Haveria duas opções de valores: empurrar R$ 35 bilhões para o ano que vem ou rolar simplesmente R$ 17,3 bilhões. Em português mais claro, trata-se de uma proposta para pedalar as pedaladas.

Apostas Interlocutores do Instituto Lula viram nas últimas semanas uma redução da resistência de Dilma Rousseff em relação a Henrique Meirelles, mas não há, até o momento, sinal algum de troca no Ministério da Fazenda.

Tenho dito Diz o chefe da Casa Civil, Jaques Wagner: “As pessoas estão entrando pelo lado errado, o mercado está interpretando mal. Tudo o que o Levy está fazendo é bancado por ela. Se a presidente achasse que está tudo errado, já teria mudado”.

Ajuste petista 1 Dirigentes do PT demonstram preocupação com a possibilidade de a Justiça Eleitoral executar a suspensão de três meses de repasse do fundo partidário a que a sigla foi condenada no início do ano.

Ajuste petista 2 O partido perdeu mais um recurso no TSE. Se não conseguir mudar a sentença, deve ir ao Supremo. Com o caixa das empreiteiras fechado depois da Lava Jato, partidos têm se sustentado apenas com verba do fundo.

Sem fim Termina dia 18 o novo prazo para que a Sete Brasil feche seu acordo com a Petrobras. É a quarta vez que os bancos aceitam prorrogar a data de vencimento do empréstimo de mais de R$ 14 bilhões que deram à empresa de sondas.

Casa de ferreiro O governo pode reduzir de 3 milhões para 2 milhões a meta de contração de unidades da terceira fase do programa Minha Casa Minha Vida.

Articulação Edson Pinto, delegado da Polícia Civil, lotado na presidência da Assembleia paulista, tem atuado nos corredores da Casa para derrubar o projeto do governo Alckmin que aumenta o ICMS da cerveja e do cigarro.

Lobby 1 Na audiência pública sobre a proposta, nesta terça, o delegado distribuiu a empresários do setor documento contrário à medida produzido pela Federação de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares do Estado de São Paulo, presidida por seu pai, Nelson de Abreu.

Lobby 2 “Estamos atuando intensamente há dias e de forma inteligente e articulada junto ao governo e na Assembleia Legislativa […], absurdos sete pontos percentuais incidentes sobre produtos que são parte importante da nossa receita, pois funcionam como chamariz de clientes”, diz o texto.

PSC “Nenhum servidor está autorizado a fazer lobby em favor de qualquer segmento. Se isso ocorreu, é uma irregularidade que tem que ser apurada”, diz o presidente da Assembleia, Fernando Capez (PSDB). Edson Pinto não quis dar entrevista.

Tabaco A direção da Souza Cruz esteve com Geraldo Alckmin nesta segunda. A empresa argumentou que, com uma alíquota maior, haverá o que chamam de “contrabando interestadual”. Isso porque, no Rio, o ICMS sobre o cigarro ficará menor.

Lamentações O senador Reguffe (PDT-DF) diz não ter nada contra a candidatura presidencial de Ciro Gomes em 2018. Mas prefere ter seu partido fora do governo federal.


TIROTEIO

A discussão do impeachment tem que pelo menos existir. Não dá para simplesmente não acontecer o julgamento dessa questão.

DE CARLOS MARUN (PMDB-MS), sobre pedido da frente parlamentar agropecuária para que Cunha agilize a análise do processo de deposição de Dilma.


CONTRAPONTO

Pé na estrada

APODE1111PAINEL

Sob a mira da Lava Jato, Eduardo Cunha (PMDB-RJ) reuniu nesta terça aliados para o tradicional almoço que promove toda semana em sua residência oficial.
Durante as conversas, surgiu como assunto a defesa que o peemedebista apresentou em entrevistas no fim de semana. Depois de mostrar o passaporte com carimbo de países africanos e contar parte da história, um dos líderes brincou, arrancando risos dos colegas:
–Está parecendo até um caixeiro-viajante!